Como surgiu a sexta-feira 13

Hoje é sexta-feira 13! Para muitos, é dia de azar, para outros, um dia comum e, há quem acredite, ainda, que pode sim, ser um dia de sorte. Mas, como ela e todas as superstições sobre este dia surgiram?

Certos dias ou épocas do ano são impregnados de algum tipo de infortúnio ou má sorte e, o encontro entre a sexta-feira e o dia 13 possui diversas lendas e crenças, o que deixa aqueles que são supersticiosos cheios de medos e teorias para driblar o azar. Para completar, o cinema hollywoodiano imortalizou a data com a série de filmes de terror sobre o Jason, um serial killer que ataca nas sextas-feiras 13.

Mas, a verdadeira origem da data possui explicações em diferentes culturas. A mais conhecida delas conta que Jesus Cristo foi perseguido por esta data, pois, antes de ser crucificado em uma sexta-feira, ele celebrou uma ceia que, coincidência ou não, possuía treze participantes.

Há quem acredite que a data teve origem com a consolidação do poder monárquico francês, mais precisamente quando o rei Felipe IV sentiu-se ameaçado pelo poder e pela influência que a igreja exercia dentro de seu país. Para driblar este sentimento, ele tentou se filiar à ordem religiosa dos Cavaleiros Templários, que recusou a entrada do rei na corporação. Como vingança, o monarca teria autorizado a perseguição dos templários em uma sexta-feira, 13 de outubro de 1307.

Outra explicação para esta data, tem relação com o processo de cristianização dos povos bárbaros que invadiram a Europa no período medieval. Antes de serem convertidos ao cristianismo, os escandinavos eram politeístas, ou seja, acreditavam em vários deuses e estimavam Friga, deusa do amor e da beleza e, após serem cristianizados, passaram a amaldiçoá-la, referindo-se a ela como bruxa que, toda sexta-feira, se reunia com outras onze feiticeiras e com o demônio para praguejar a humanidade.

Apesar de ser vista como um dia de azar, outros dão significados diferentes para às sextas-feiras 13. Segundo a numerologia, o número treze, quando somando seus dígitos, é um número real próximo ao quatro, que é compreendido como boa sorte. Os indianos, os norte-americanos e os mexicanos acreditam que o 13 significa felicidade e prosperidade. E você, no que acredita? 

Compartilhar?

Comentários

Não existe nenhum comentário para esta aula até o momento!