Conflitos da Irlanda do Norte podem ser cobrados no ENEM

Publicado em 03/05/2013

Vocês sabiam que a Irlanda do Norte já enfrentou um conflito religioso entre católicos e protestantes? Então, fiquem ligados no texto que preparamos!

 

O conflito teve origem no século XII d. C., quando os ingleses aumentaram o seu território anexando a região, que hoje é a Irlanda. Para isso, diversas batalhas aconteceram entre os ingleses e os nativos da ilha. Porém, como possuíam melhores equipamentos e eram mais preparados, os ingleses sempre venciam. Como consequência, os irlandeses eram submetidos às vontades inglesas, mas, nessa época, a disputa não tinha cunho religioso, era apenas uma questão territorial.

A religiosidade entra em cena no século XVI, quando Lutero e Calvino promove a Reforma Protestante e, na Inglaterra ela foi liderada por Henrique VIII, que foi arquiteto da igreja, de origem inglesa, denominada Igreja Anglicana.

 558px-Luther46c

Na Irlanda, porém, os habitantes permaneceram fiéis ao catolicismo e, essa fidelidade religiosa diferenciava irlandeses de ingleses, trazendo à tona, então, a divisão ideológica.

 

Sociedade dos Irlandeses Unidos

 

No final do s√©culo XVIII um grupo √© criado na Irlanda, denominado de Sociedade dos Irlandeses Unidos, que fomentaram uma revolta conta o dom√≠nio ingl√™s e buscaram a emancipa√ß√£o irlandesa, formando uma Rep√ļblica.

 

Porém, o resultado desejado não é atingido, mas aos poucos o sentimento de nacionalismo cresce entre os irlandeses e, em 1919 é criado o Exército Republicano Irlandês, o IRA. A partir de então, a pressão pela independência da Irlanda cresce.

 

S√≥ em 1921 a Irlanda se torna um Estado Independente, integrante da Commonwealth, reuni√£o de pa√≠ses que formam o Reino Unido e pode ser considerada como uma Comunidade Brit√Ęnica de Na√ß√Ķes.

 800px-Lisburn_Market_House

Pós-Independência

 

A sensa√ß√£o de Estado Independente, trazia certa autonomia para os irlandeses, entretanto, n√£o a soberania plena. Nem todo territ√≥rio irland√™s tinha essa ‚Äúliberdade‚ÄĚ. Na parte Norte do pa√≠s, viviam os ingl√™s que eram propriet√°rios de terras.

 

No ano de 1937 a Irlanda adquire, finalmente, a independ√™ncia por meio da Constitui√ß√£o da Rep√ļblica da Irlanda, onde passaria a se chamar EIRE, que, traduzindo para o ingl√™s, segia Ireland.

 

A partir de então, os ingleses reconheceram a autonomia da Irlanda, exceto a Ulster, que é a parte norte, que é denominada como Irlanda do Norte. Entretanto, a pergunta é: Por que havia distinção entre a Irlanda do Norte (Ulster) e o restante do país?

 Causeway-code_poet-4

Isso acontece porque a parte norte, como mencionamos anteriormente, era dominada por ingl√™s, que eram propriet√°rios de terras h√° muito tempo. A Inglaterra, por sua vez, n√£o admitia perder esta regi√£o, pois ali foi criado um reduto dos ingleses, que queria a presen√ßa do estado brit√Ęnico.

 

Finalmente, em 1949, a Irlanda se torna, de fato, uma Rep√ļblica, com o Ato da Rep√ļblica da Irlanda, mas permanece dividida entre o lado norte e o lado sul. Na Irlanda do Norte, algumas regi√Ķes eram predominadas pelos protestantes e o n√ļmero de cat√≥licos era menor.

 

Na década de 1960 surge o IRA, um movimento de unificação da Irlanda e libertação da Irlanda do Norte do domínio inglês. O grupo consegue chamar a atenção com atos violentos, a partir de atentados terroristas.

 

Belfast e Londres, s√£o atacadas. Na capital da Irlanda do Norte, os alvos estavam concentrados nas regi√Ķes em que a maioria da popula√ß√£o era protestante. Em 1972, um confronto entre cat√≥licos, protestantes e o ex√©rcito ingl√™s, em Derry, marca um dia de trag√©dia. ¬†O conflito teve in√≠cio com uma passeata. Os soldados ingleses, por√©m,¬†partiram para ofensiva e disparam contra os manifestantes, deixando 14 ativistas mortos e 26 feridos. O dia ficou conhecido como¬†Domingo Sangrento.¬†

 Belfast_panorama_from_queens_tower

At√© 1998 as a√ß√Ķes do IRA s√£o predominantes, quando, o acordo entre ingleses, cat√≥licos e protestantes irlandeses √© firmado. Neste, os ingleses se comprometem a proporcionarem maior autonomia pol√≠tica e econ√īmica para a Irlanda do norte, em troca de um cessar fogo do IRA.

 

O acordo acontece por intermédio do Sinn Fein, que significa nós sozinhos e é aprovado pelo IRA. Porém, o acordo só é concretizado de forma plena em 2001.

 

O Sinn Fein √© um partido nacionalista irland√™s que atuava no parlamento brit√Ęnico no in√≠cio do s√©culo XX.

 Palace_of_Westminster,_London_-_Feb_2007

Dessa forma, podemos concluir que at√© mesmo os pa√≠ses europeus demoraram para conquistar, de forma plena, a sua independ√™ncia. As a√ß√Ķes s√£o parecidas com as que vemos atualmente na Palestina, onde a guerra envolve a quest√£o territorial e religiosa. Mas, a partir de um acordo, foi poss√≠vel chegar √† paz entre irlandeses e ingleses. Por outro lado, esse parece um fim muito distante entre palestinos e israelenses, pois ambos os lados n√£o apresentam ind√≠cios de que v√£o abrir m√£o de algumas coisas, para que a paz possa reinar.

 

Os atentados terroristas seguem acontecendo, mas, diferente do IRA, os grupos extremistas como a Al Qaeda n√£o¬†atingem¬†somente aqueles envolvidos, de fato, na disputa, eles atacam outros pa√≠ses, outras na√ß√Ķes e, quem acaba pagando por esses problemas s√£o os civis, que s√£o pegos de surpresa durante os ataques em locais p√ļblicos.

 

E vocês, acreditam num acordo de paz?