Dia da Língua Portuguesa

Publicado em 04/05/2012

Não é novidade que a língua portuguesa é uma das mais difíceis de aprender. Cheia de regras, truques e macetes, o português não é falado somente no Brasil. Apesar de não ter o devido valor, a nossa língua tem data especial de comemoração. Isso mesmo, dia cinco de maio é o dia da Língua Portuguesa.

No dia primeiro de maio, as Nações Unidas abriram espaço na sede de Nova York para a celebração. Durante a semana, aconteceram diversos eventos para a Semana da Língua Portuguesa. Na quarta-feira (02/05) aconteceu a exibição do documentário “Vidas: Línguas em Português”. O filme foi produzido em 2008, por Victor Lopes, e mostra o dia a dia de vários lusófonos em todos os países que falam o português.

Aproximadamente 250 milhões de pessoas têm o português como seu primeiro idioma e, de acordo com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP –, este número é superior em relação à quantidade de pessoas que falam alemão, francês e japonês.

[caption id="attachment_1902" align="alignnone" width="420"] Museu da Língua Portuguesa em São Paulo[/caption]

Outros países que falam o nosso idioma são: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe, na África e Timor-Leste na Ásia. Também é a língua oficial da União Africana e União Europeia.

Você conhece a história da nossa língua? O português teve origem onde, hoje, é a Galiza e o Norte de Portugal. Derivado do latim vulgar, que foi introduzido no oeste da península ibérica, há 2000 anos, o idioma é resultado da língua nativa dos povos ibéricos pré-romanos, que habitavam a parte ocidental da península.

Os soldados romanos, colonos e magistrados foram responsáveis pelo surgimento do latim falado e, o contato com o latim vulgar fez com que, após um período em que as pessoas eram bilíngues, os idiomas locais deixassem de existir, originando novos dialetos.

A língua iniciou seu processo de diferenciação dos demais idiomas, através do contato com diferentes línguas nativas locais levando-a, assim, ao desenvolvimento de inúmeros traços individuais, ainda no período romano.

Em sua segunda fase, o português iniciou o processo de diferenciação de outras línguas, após a queda do Império Romano. Mas, foi durante as invasões bárbaras, no século V, que surgiram as primeiras alterações fonéticas documentadas. Passou então a ser usada em documentos escritos no século IX e, no século XV, tornou-se uma língua amadurecida e com literatura rica.

Em 1297, o Rei D. Dinis I adotou o português como o principal idioma de Portugal. A língua se espalhou pelo mundo nos séculos XV e XVI, quando Portugal tornou-se um império colonial e comercial que se estendeu, inclusive, para o Brasil.

Em 1994, foi fundado o Bosque de Portugal, em Curitiba, que abriga o Memorial da Língua Portuguesa, uma homenagem os imigrantes portugueses e aos países de língua portuguesa. No ano de 2006, foi fundado em São Paulo o Museu da Língua Portuguesa.