Os principais temas de atualidades deste ano

 

images

Os temas para a redação, tanto nos vestibulares, quanto no Enem, são baseados em fatos atuais. Por isso, é preciso estar bem informado, para poder desenvolver bons argumentos.

Ética na ciência

A ética na ciência foi explorada pela prova da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), com a seguinte chamada: "(...) discuta a necessidade de que a sociedade conheça e debata as motivações, interesses e usos das pesquisas científicas". O texto motivados escrito pelo físico e professor da Universidade Federal do Espírito Santo Ennio Candotti, intitulado "Ciência na Educação Popular", alerta os candidatos para uma ampliação do olhar crítico: "Os limites das manipulações com seres humanos têm dimensões técnicas e éticas que transcendem os estreitos corredores dos hospitais, dos institutos de pesquisa ou até mesmo dos respeitáveis conselhos de bioética. Informar essa discussão, de modo que os valores novos possam ser pensados e os antigos respeitados, é a arte complexa de múltiplas dimensões humanas, científicas e culturais". Os estudantes que conseguissem mobilizar dados de atualidades teriam maiores chances de elaborar uma argumentação que abarcasse a "transcendência" e a "arte complexa" de que nos fala o renomado físico.

Anonimato na internet

Outro aspecto ligado à conduta ética foi apresentado aos candidatos a uma vaga na PUC-SP (Pontificía Universidade Católica de São Paulo). A prova de redação apresentou o Anonimato na internet como tema para que os estudantes produzissem uma dissertação. Para tanto, trouxe um excerto de Cyberanonimato, texto de Eugênio Bucci, jornalista e professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA - USP), usado como elemento motivados. Questões como "O que fazer? Como resolver o problema do anonimato na rede? Seria possível e seria desejável regulá-lo? Em tempo: será que isso é de fato um problema? O assunto tende a ganhar mais e mais projeção nas discussões  públicas"  encerravam o trecho selecionado e conduziam o estudante a reflexões diretamente ligadas aos debates em torno do universo virtual experimentado em nossos dias.

Lei seca

Também apontando para a cultura ética nacional, a prova de redação do Enem solicitou aos estudantes que desenvolvessem uma dissertação - argumentativa a partir da Lei Seca, instituida no Brasil depois de contabilizadas inúmeras consequências desastrosas da ingestão de bebidas alcoólicas antes da condução de um veículo motorizado. A lei é uma medida polêmica, que toca diretamente em aspectos significativos da cultura nacional. Poderia se sair bem quem elaborasse uma argumetação que fosse além da visão muito básica para o tema, e enxergasse o ciclo comercial, político e histórico que induz o comportamento ético do brasileiro entre bares e estradas.

Ética partidária

A cultura ética entre os políticos brasileiros foi o tema da prova de redação elaborada pela Unesp (Universidade Estadual Paulista). Ao apresentar dados numéricos acerca da conduta ética dos deputados federais e senadores, o enundiado pedia aos estudantes que dissertassem sobre o tema: "Corrupção no Congresso  Nacional: reflaxo da sociedade brasileira?" Postura crítica e observação da cultura nacional acerca do que se chamou, num dos textos motivadores, de "jeitinho brasileiro" poderiam levar a um texto bem sucedido. A boa argumentação poderia incluir debates acerca da conduta dos governadores e também de seus eleitores.

Fonte:

Guia do Estudante - Atualidades - Semestre 1 - 2014

Compartilhar?

Comentários

Andressa Maris

Bom resumo, bons apontamentos, mas no texto tem alguns erros ortográficos... Parabéns pelo ótimo trabalho, pessoal. :)